1_edited.jpg

     Meia-Vida é um livro de poesia, dividido em 14 poemas, no qual a linha cronológica se encontra misturada. O livro conta a história de uma menina sem nome e acompanha-a desde a infância até à sua vida após a morte.

     O livro começa com o poema “Princípio”, onde somos introduzidos à forma de como essa menina de 6 anos encara a descoberta e o horror de que ela está a existir. No poema seguinte, “Glamour”, a personagem, já com 100 anos, conta como a literatura e a sua pesquisa sobre a existência foram os seus companheiros de vida, temas também presentes em “Coveiro” (um poema dedicado ao poeta Mário de Sá-Carneiro) e “Sábios”.

     A magia antiga e o ocultismo são também temas expostos nos poemas, retratados em “Expiravit”, quando a personagem invoca, sem querer, uma alma penada, e em “O Louco e O Mago”.

     No livro contamos ainda com poemas de pensamento, em que são abordadas questões metafísicas e filosóficas, como em “Incorpóreo” e “Além-Incêndio”. Em “Para Além da Vida” e “Cruzeiro-Fantasma” a personagem navega pelos mistérios profundos do que acontece após a vida.

     Os poemas foram escritos entre 2016 e 2020 e as ilustrações foram feitas posteriormente pelo artista plástico João Massano.

     A 4/4 2020 ficou disponível "Para Além da Vida", uma música-poema cujo a produção musical foi feita por Diogo Lourenço. Pode ser ouvida no YoutubeSpotify ou Soundcloud.